Minha experiência solicitando o visto estadunidense

O visto dos EUA é tido como bastante restrito. De fato, por razões geopolíticas e de interesse nacional, existe um grande esforço por parte das autoridades de imigração estadunidenses em evitar a entrada de estrangeiros que pretendam se estabelecer ilegalmente no país. Isso não significa, entretanto, que os EUA não queiram conceder o visto para estrangeiros que demonstrem interesse em visitar o país para turismo, tratamento médico, estudos, participação em eventos, entre outros. Continue lendo Minha experiência solicitando o visto estadunidense

Diários de Bordo #005 e #006

Estes últimos dois dias foram bastante tranquilos aqui na capital uruguaia. Estamos hospedados em Paso de la Arena, na casa do grande amigo e poeta Rodrigo “Cordoba” Mundini, aproveitando para revisar o carro e rever amigos.

Mesmo já conhecendo Montevidéu de outros verões, sempre é legal passear pelas ruas da cidade e visitar seus edifícios mais importantes. A cidade é muito fotogênica!


Também aproveitamos a estadia para ir até o Clube Infantil do bairro Peñarol, onde o amigo Santiago Iccardi realiza trabalho voluntário. Foi uma oportunidade incrível de conversar com as crianças sobre geografia e história.

Amanhã vamos seguir viagem até Fray Bentos e de lá cruzar para a Argentina. Hora de aproveitar os últimos momentos com os amigos. Até mais!

Diário de Bordo #004

Montevidéu, Uruguai – Estamos bem! Ufa! Acordamos ontem em La Paloma com o coração na mão. O problema elétrico que nos fez empurrar o carro até o Quartel de Bombeiros tornou impossível a noite de sono, mas felizmente conseguiu ser resolvido pela manhã.

Seguimos viagem costeando o litoral atlântico passando pelas Lagunas de Rocha e Garzón, pelo badalado balneário de Punta del Este e pela icônica Casapueblo do artista Carlos Páez Vilaró.


E em Montevidéu a recepção não podia ser melhor: Amigos, Churrasco e Fernet! Precisávamos mesmo uma boa notícia.
Vamos estacionar alguns dias por aqui para trocar o interruptor do Papa-Léguas e matar as saudades dos amigos uruguaios. Até mais!

Diário de bordo #003

Chuí, Rio Grande do Sul, Brasil – Acordamos com o Sol e uma bela paisagem que, na noite anterior, ficara escondida na escuridão. Foi uma sensação muito legal a de tomar café escutando pássaros, tomar banho cercado de árvores e começar o passeio do dia como que se adapta aos poucos a uma nova rotina.

Pela manhã, visitamos a praia de Barra do Chuí, que de certa forma é também o finalzinho da riograndina Praia do Cassino. Ali estão os molhes do Arroio Chuí, o farol e, a apenas alguns metros de distância, a República Oriental do Uruguai.

Aqui, Brasil. Ali, Uruguai!
Aqui, Brasil. Ali, Uruguai!

Antes de carimbar o passaporte no país da Celeste Olímpica, providenciamos a Carta Verde – documento obrigatório para quem viaja de carro entre os países do Mercosul – e abastecemos o Papa-Léguas mais um vez, para evitar custo elevado dos combustíveis do lado de lá da fronteira.

Depois de cruzar a fronteira, visitamos o Forte de Santa Teresa e as praias de Punta del Diablo e La Pedrera. E no final de tarde chegamos em La Paloma para o primeiro grande perrengue da Viagem! Leia mais aqui!

Com os 187 km de hoje, já são 1.093 de aventura!

Diário de Bordo #002

Pelotas, Rio Grande do Sul, Brasil – Na terra da Fenadoce tivemos a primeira noite na estrada, na casa do querido Tio Ariosto. Lembramos do dia anterior, quando estávamos tão empolgados com tudo, tirando fotos até em pedágio. O Tim, que é mais experiente em viagens rodoviárias, comentou: “Olha, muita coisa que estamos fazendo agora, vamos acabar deixando de lado depois.”. O tempo provaria que ele tinha razão.

Pela manhã, fizemos um recorrido a pé pelo charmoso centro histórico e pela orla da praia do Laranjal, talvez o mais importante balneário de toda imensa Lagoa dos Patos. Seguimos viagem um pouco antes do almoço, rumo a Rio Grande.


Lá passeamos rapidamente pelo trecho central da Praia do Cassino, considerada a mais extensa do mundo, e pegamos a estrada novamente até o extremo sul do Brasil, onde pernoitaríamos.


Destaque para a belíssima Reserva do Taim, que é cortada pela rodovia. Um cenário de rara beleza!


397 km de direção hoje. Segue viagem!

Diário de Bordo #001

Caxias do Sul, Rio Grande do Sul, Brasil – Chegou o grande momento. Ontem, a bordo do Papa-Léguas, a Land Rover Defender 110 do amigo Tim Campos, partimos de Caxias do Sul rumo à Pelotas, passando por Pedro Osório no caminho. Na programação apenas despedidas familiares.

Foram 509 km rodados nesta jornada inaugural. E como eles trouxeram alívio! Finalmente colocar os pés na estrada depois de tantos meses de espera acaba com uma tremenda agonia.

Vamos em frente!

Organização para cair na estrada: como a Expedição Trotaméricas se tornou realidade

Desde que a Expedição Trotaméricas veio à tona, muita gente me questionou sobre Planejamento e Custos. Esse post é justamente para ajudar um pouco quem está com o sonho na gaveta, esperando um empurrãozinho. Bora lá?! Continue lendo Organização para cair na estrada: como a Expedição Trotaméricas se tornou realidade

Encerra-se um ciclo, inicia-se outro…

Em fevereiro de 2015, quando eu retornava de uma das experiências mais transformadoras da minha vida (sim, uma viagem), decidi que era momento de viver um tempo mais perto da natureza. Na época, bastante desgastado com o caos e agito da urbe, resolvi me mudar para uma região de rios e vales, próxima 25 km do centro de Joinville, Santa Catarina. Nesse pedacinho de paraíso chamado Quiriri, vivi uma espécie de período eremita, isolado por opção. Continue lendo Encerra-se um ciclo, inicia-se outro…