Pecuária uruguaia.

Diário de bordo #007

Fray Bentos, Uruguai – Senti as energias renovadas ao deixar Montevidéu. Embora ainda houvesse uma desconfiança grande com o desempenho e custo de manutenção do Papa-Léguas, a estadia de 3 noites na capital uruguaia ao lado de amigos de longa data acalmou um pouco as angústias e receios do coração.

A programação do dia foi basicamente chegar a Fray Bentos antes do anoitecer, visitando Colônia do Sacramento no caminho. Isso significava cerca de 400 km de percurso.

O planejamento funcionou direitinho desta vez. Depois de uma rápida visita à história colônia portuguesa em pleno Rio da Prata (UNESCO) conseguimos chegar às margens do rio Uruguai no momento ideal. Foi mágico estacionar o carro no exato momento em que o Sol se escondia atrás da paisagem industrial da cidade (que diga-se de passagem, também é Patrimônio da Humanidade).

Entardecer no Rio Uruguai, Fray Bentos, Uruguai.

Logo em seguida, buscamos um lugar para montar acampamento. Isso não foi nada difícil. A cidade possui uma belíssima orla com área de camping gratuita. Só precisávamos mesmo cozinhar o jantar e recolher os utensílios antes de adormecer.

Ao final deste sétimo dia de Expedição Trotaméricas completamos exatos 1.903 km de distância percorrida: uma média de pouco menos de 300 km/dia. Apesar dos imprevistos, estamos dentro do cronograma.

É ainda o começo!

CompartilharShare on Facebook0Tweet about this on TwitterShare on Google+0Email this to someone

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *