Arquivo da categoria: Montanhismo

Check-list: o que levar para o Circuito W de Torres del Paine

Fala galera! Tudo bem com vocês?

Em 2021 embarcaremos novamente para a Patagônia com o objetivo de realizar o fantástico Circuito W de Torres del Paine. Apesar de contarmos com excelentes lojas de aventura em Puerto Natales para uma compra de última hora, o ideal é já levar roupas e equipamentos que você conheça e esteja acostumado. Esse check-list o ajudará para ter uma ideia do que levar.

Caso você não tenha algum dos itens abaixo, sem problemas! Estamos à disposição para ajudá-lo a comprar itens de qualidade dentro do seu orçamento.

Então, sem mais delongas, vamos para a lista!

Para dúvidas, estamos disponíveis no Whatsapp +5547996260987

torres-del-paine

Check-list para trekking
em Torres del Paine

Vestuário*:

  • 1 jaqueta anorak (de preferência impermeável)
  • 1 capa de chuva resistente (caso seu anorak não sera impermeável)
  • 1 camiseta térmica segunda pele de manga longa
  • 1 calça térmica segunda pele
  • 3 camisetas de manga curta de material de rápida secagem
  • 2 calças para caminhada (de prefência calça-bermuda com zíper na altura do joelho)
  • 1 par de luvas
  • 5 cuecas ou pares de lingerie

* Preferência por materiais sintéticos de secagem rápida.

Cabeça:

  • 1 chapéu ou boné ou bandana
  • 1 gorro de fleece ou outro material térmico
  • 1 lanterna de cabeça com pilhas ou 1 lanterna comum com pilhas (preferência AAA, não esquecer de levar mínimo 3 pares de pilhas reservas)
  • 1 óculos de sol 100% UV
  • óculos de grau ou lentes e material de limpeza (para quem usa, claro)

Pés:

  • 1 par de botas ou tênis de trilha previamente amaciados e em bom estado (se necessitar reparos, providenciar com antecedência, pois esse será seu único calçado durante o trekking)
  • 1 tênis leve, para usar apenas na cidade e no retorno
  • 1 par de chinelos
  • 3 pares de meias para trekking sem algodão
  • 2 pares de meias comum

Hidratação:

  • 1 garrafa de 2 litros ou mochila de hidratação
  • pastilhas purificadoras de água ou uma pequena quantidade de hipoclorito de sódio (água sanitária)

Dormir:

  • 1 casaco fleece com densidade mínima de 200 g/m²
  • 1 calça fleece com densidade mínima de 200 g/m²
  • 1 liner (lençol para usar dentro do saco de dormir que será disponibilizado, opcional)

Higiene / Cuidados pessoais:

  • 3 máscaras laváveis, para utilizar nos deslocamentos aéreos e rodoviários
  • 1 tubo de 100 ml de álcool gel
  • 1 tubo de 100 ml de sabonete líquido.
  • 1 escova de dente, creme dental e fio dental
  • 1 desodorante de até 100 ml
  • 1 rolo de papel higiênico envolto em sacola plástica
  • 1 pacote de toalhas umedecidas
  • protetor solar
  • protetor labial (para quem tem tendência a ressecar os lábios)
  • repelente contra insetos
  • medicamentos de uso contínuo (quando necessário)
  • 1 toalha de banho de secagem rápida

Documentos:

  • RG ou Passaporte válido (atenção: CNH não é documento de viagem!)
  • Certificado de Vacinação contra Febre Amarela (atualmente não é exigido, porém a legislação pode mudar a qualquer momento)
  • Passagens impressas ou salvas no celular
  • Dinheiro em espécie para gastos pessoais (recomendado 200 dólares)
  • Cartão de crédito internacional desbloqueado (apenas para emergência)
  • Cartão de crédito pré-pago estilo Visa Travel Money (opcional)

Outros itens:

  • 1 mochila cargueira de 60 litros (comportará todo equipamento, reservar volume de aprox. 20 litros para saco de dormir e lençol pessoal)
  • 1 mochila pequena, de preferência dobrável (será utilizada nos 3 dias com trilhas bate-e-volta)
  • 2 bastões de caminhada  (item importantíssimo, pode ser comprado em Puerto Natales caso você viaje sem bagagem despachada)
  • câmera fotográfica e/ou celular, carregadores correspondentes e material para protegê-los de água (opcional, porém altamente recomendado)
  • 3 sacos plásticos para uso geral (roupa suja, botas, etc.)

ATENÇÃO:

A lista é espartana para evitar que o desgaste com peso excessivo torne o trekking desgastante e pouco prazeroso. Mesmo para alguém em ótimo condicionamento físico, o ideal é limitar o peso total a 12 kg. Se você conseguir montar uma mochila com menos que isso, melhor ainda: com certeza você aproveitará muito mais. Considere que cada participante, além de seus pertences, carregará uma pequena bolsa com seus lanches de trilha (será distribuído no primeiro dia). Caso você deseje levar peças sobressalentes para utilizar na viagem de retorno, não há qualquer problema, pois poderemos usar o serviço de locker de nosso meio de hospedagem em Puerto Natales. Lembre-se: estamos à disposição para tirar TODAS dúvidas. Não existe pergunta idiota. TMJ!

Perguntas frequentes: Trekking Trotaméricas Cordilheira Huayhuash

Fala, viajante!

Essa seção do site foi pensada para responder algumas dúvidas que são bastante comuns entre os postulantes a expedicionário. Caso não encontre resposta para suas perguntas, é só entrar em contato através do link ao final desta página.

Vamos lá!

O que é um trekking?

Trekking é uma palavra derivada do termo africâner trekken, que significa migrar. No âmbito dos esportes de aventura, trata-se de uma caminhada de média ou longa duração com pernoite no trajeto. Normalmente os pernoites são realizados em barracas, como no caso da Expedição Trotaméricas.

Onde fica Huayhuash?

A Cordilheira Huayhuash está localizada na divisa de três departamentos peruanos: Huánuco, Ancash e Lima. Olhando no mapa, é possível localizá-la ao norte de Lima e ao sudeste de Huaraz.

O que eu preciso para participar do trekking em Huayhuash?

Apenas 3 coisas:

(1) paixão por atividades ao ar livre, espírito de equipe e respeito à natureza;

(2) boa saúde, sobretudo cardíaca e respiratória;

(3) disponibilidade de tempo e disciplina para realizar condicionamento físico durante 3 a 4 meses.

Mas eu nunca fiz um trekking e nunca acampei. Posso participar mesmo assim?

Com certeza!

Não são necessários conhecimentos técnicos e você sequer precisa saber montar uma barraca. Nós oferecemos todo serviço de montagem e desmontagem de acampamento, bem como animais de carga para levar todas bagagens. Ao participante cabe apenas caminhar, curtir a paisagem e tirar muitas fotos.

Ok, mas não tenho barraca. Como faço?

Sem problema! No valor do pacote já está incluída a utilização de uma barraca dupla 4 estações. Também disponibilizamos um isolante térmico, para que você durma com maior conforto.

O que é uma barraca 4 estações?

Barracas de 4 estações são aquelas desenhadas para aguentar as condições mais severas de tempo. Elas precisam ter uma estrutura mais resistente para suportar vento forte, muita chuva ou neve. Também necessitam ser confeccionadas em materiais mais robustos para garantir maior impermeabilidade e durabilidade. Por conta destas condições as barracas de 4 estações são também chamadas de barracas de montanha, pois é na montanha que você precisa se proteger dos fenômenos climáticos mais intensos.

Hmmm… tá certo. E o que mais está incluído?

A lista completa de itens incluídos, bem como a programação e valores da próxima expedição você encontra aqui.

O que é aclimatação?

É o período necessário para que o organismo humano se adapte às condições de Alta Montanha. Dura de 2 a 4 dias, período no qual basta seguir o protocolo alimentar indicado pelo guia. Neste intervalo de tempo, o corpo aumenta a produção glóbulos vermelhos, de forma a tornar mais eficiente a captação de oxigênio. Tudo isso é realizado sem auxílio de qualquer medicação. O corpo humano é uma máquina perfeita!

Ficou curioso? Leia mais sobre o assunto aqui.

Onde faremos nossa aclimatação?

Nossa base para realizar o período de aclimatação será a cidade de Huaraz, capital do departamento de Ancash, localizada próxima a belíssima Cordilheira Branca.

Nestes dias que antecedem o trekking na Cordilheira Huayhuash, visitaremos três das principais atrações da região, em atividades com dificuldade progressiva: primeiro a Laguna Parón, depois a Laguna 69 e, por fim, a Laguna Churup.

Legal! Mas como se pronuncia esse diacho de Huehuesh?

Prestenção! É HUAY-HUASH. Basta ignorar os dois H’s dizendo “uai”, exatamente como um mineirinho faria, e “uash” logo em seguida. Na pronúncia correta “huay” é a sílaba tônica.

Significa “casa distante”, em quéchua.

Vamos visitar Machu Picchu?

Não, mas se você quiser prolongar a viagem e conhecer o mais famoso santuário inca, nós oferecemos toda assistência necessária para contratar os serviços de deslocamento e agendamento de ingressos para Cusco e Machu Picchu. Nossos parceiros locais falam português e lhes darão o melhor atendimento.

Que condições climáticas encontraremos durante o trekking?

Durante os meses da alta temporada de montanha (maio a agosto), a Cordilheira Huayhuash apresenta um clima bastante estável, sobretudo nas altitudes acima de 4.000 metros.

Durante o dia, podemos esperar temperaturas entre 10 e 20 graus Celsius, com pouca ou nenhuma precipitação.

Durante o noite, a sensação térmica pode chegar a 10 graus negativos, podendo nevar nos pontos mais elevados.

Então o que preciso levar para não congelar?

A lista completa de itens recomendados para compor a mochila você encontra aqui.

É preciso fazer seguro viagem para prática de trekking?

Não, porém é importante ressaltar que as despesas de remoção e atendimento médico podem ser elevadas, sobretudo em áreas remotas como Huayhuash. Desta forma, recomenda-se a contratação de um seguro que cubra atividades de montanhismo. Leia bem a descrição da apólice e conte comigo para contratar o plano mais apropriado.

Seguro viagem é caro? Como faço para ter uma estimativa de preço?

Não é caro não. Você pode encontrar bons planos de aventura por menos de R$ 15 por dia de cobertura. Utilize o buscador Seguros Promo e o cupom de desconto trotamericas5 para ganhar 5% no cartão ou 10% no boleto.

Na dúvida sobre qual plano escolher, me envie um what’s: +554792271001.

Preciso fazer câmbio antes de viajar para o Peru? Que moeda devo levar?

É sempre interessante levar uma pequena quantia em espécie para os gastos imediatos após o desembarque, afinal nunca se sabe quando o caixa eletrônico vai nos deixar na mão.

Para o Peru, recomenda-se levar dólares. O real brasileiro tem boa aceitação em Lima, mas é muito desvalorizado em Huaraz.

Quanto vou gastar, além do valor do pacote e das passagens?

Uma estimativa razoável seria entre 250 e 300 dólares, incluindo ingressos das atrações, aluguel do saco de dormir, refeições nas cidades, deslocamentos em táxi, compra de artesanatos e gorjetas (colaboração recomendada de 30 dólares por expedicionário para a caixinha dos trabalhadores).

Tem outras dúvidas que não constam aqui?
Entre em contato!